História de sucesso no empreendedorismo – O menino pobre que se tornou o bilionário do café!

  • Compartilhe:
  • Publicado em
    Atualizado em
História de sucesso no empreendedorismo do mundo

De fato, quem é empreendedor sabe que a jornada para o sucesso, pode ser desanimadora e solitária. Pois os resultados não surgem do dia para a noite. Mas para ter uma história de sucesso no empreendedorismo, é preciso vencer todos os obstáculos e acima de tudo persistir.

Às vezes é difícil ficar motivado para construir um negócio, enquanto seus amigos estão se divertindo. E você está ali, dia após dia, ano após ano, fazendo todo o possível para que em algum momento, seus esforços sejam recompensados.

Se vale a pena? Essa história de sucesso no empreendedorismo vai mostrar que sim!

Pois foi a perseverança que fez com esse empresário brilhante, que antes era apenas um menino pobre, se tornasse o bilionário do café.

História de sucesso no empreendedorismo com venda de café

O nome do personagem principal dessa história é Howard Schultz.

Quer saber como ele conseguiu sair da pobreza e criar uma marca conhecida mundialmente?

Então, conheça agora a história de sucesso no empreendedorismo, deste empresário que ganhou uma fortuna e conquistou uma geração inteira de fãs de café.

Inspire-se e aprenda como chegar no topo, com essa história de sucesso no empreendedorismo, do dono de uma das maiores redes de café do mundo, a Starbucks.

O início de pobreza e dificuldades

Dono do Starbucks foto infância
Foto: enterprenewstarbucks.blogspot.com

Howard é filho de um ex-soldado do exército dos Estados Unidos, que depois se tornou caminhoneiro, e de uma dona de casa.

Eram em três irmãos, e mesmo com os pais se esforçando muito para dar o sustento aos filhos, a família era pobre.

Decerto, a família nem poderia imaginar que um deles se tornaria um empresário reconhecido mundialmente, e um dos mais ricos dos Estados Unidos.

Pois a realidade da época, é que moravam em um bairro de classe baixa e muito violento.

O sonho de ser grande!

Mesmo vivendo com limitações financeiras, e tendo como único lazer uma quadra de basquete que ficava no bairro onde morava, Howard sonhava ser um homem bem-sucedido.

O desejo pelo sucesso era forte e maior que qualquer obstáculo.

Aos 12 anos de idade, ele conseguiu o primeiro emprego, que foi vender jornais.

Logo após, trabalhou em um café do bairro onde morava, além de outros empregos que vieram na sequência.

A importância do estudo

Já na adolescência, Schultz era fisicamente forte e por isso se destacou no esporte.

Foi devido a esse talento e à muito esforço, que ele acabou por receber uma bolsa de estudos esportiva, para a Universidade Northern Michigan. Lá, ele se formou em Comunicação, no ano de 1975.

O mercado de trabalho e o interesse em negócios

Após se formar, Howard trabalhou em algumas empresas. Por exemplo, como gerente de vendas da Xerox e na empresa Hamamaplast, onde vendia diversos tipos de eletrodomésticos, inclusive moedores de café.

Um dos clientes de Horward, que compravam esses moedores de café, chamaram a atenção dele. Pois eles eram os maiores compradores de sua lista de clientes.

Isso despertou a curiosidade de Horward, que queria saber o que eles faziam de diferente, para conseguir vender mais da bebida.

O nome dessa empresa era Starbucks.

O encanto pela Starbucks

Como era no início da empresa

A Starbucks foi fundada por três pessoas que haviam se conhecido na faculdade. Eles eram clientes da empresa onde Howard trabalhava.

Então, Howard foi até a cafeteria e quando provou o café que era servido, se apaixonou imediatamente pela bebida.

Naquele momento, ele sentiu que queria fazer parte daquela história.

Então, ele começou a ligar para o diretor da Starbucks, a ponto até de incomodar. Ele queria convencer os donos da cafeteria, de que a empresa poderia abrir diversas outras unidades. Mas os sócios da marca tinham receio de dar este grande passo.

O poder da ação

Sem dúvida, a ação faz com que as coisas comecem à acontecer. E foi exatamente isso que aconteceu, quando ele tentou de tudo para fazer parte, de alguma forma, da cafeteria. Mesmo que a resposta para a expansão sugerida, tenha sido negativa.

Foi então que um dia, Howard foi convidado para ser diretor de marketing da Starbucks. Mas como ainda era uma empresa pequena, os donos não teriam como pagar um alto salário.

Ou seja, ele iria ganhar pouco. Seria a metade do salário que ganhava na época.

É preciso saber arriscar

Mesmo sendo para ganhar menos, ele aceitou, pois queria que a vida dele tivesse conexão com o Starbucks.

Ele se dedicou ao trabalho e em paralelo continuava insistindo, para que os donos da marca abrissem novas unidades em outros locais.

Apesar de tanto esforço, os chefes não aceitaram expandir a marca. Foi por isso que, após trabalhar cerca de um ano na empresa, Howard pediu demissão para dar um passo a diante.

Ele decidiu criar a sua própria empresa.

O empréstimo

Apesar de pedir demissão, Howard manteve uma ótima relação com os sócios do Starbucks.

Foi assim que o novo negócio de Howard, nasceu a partir de um empréstimo que ele conseguiu com os próprios donos do Starbucks e com o banco. O valor total para abertura do negócio foi de US$ 1,7 milhão.

Dessa maneira, em 1986 foi fundado o Café Seattle.

O empreendimento foi um grande sucesso. No dia da inauguração, cerca de 300 pessoas consumiram os cafés e demais produtos.

De fato, o agora empresário, sabia colocar em prática, todos os ensinamentos que teve na faculdade de Comunicação. E claro, devido ao talento indiscutível que possuía em marketing.

O Starbucks ainda era um sonho

O Café Seattle estava dando certo, contudo um ano depois veio uma ótima e inesperada notícia: o Starbucks estava a venda.

Depois que soube, na mesma hora decidiu que iria comprar a empresa.

O preço de compra anunciado foi de US$ 4 milhões.

Howard imediatamente procurou seus credores e conseguiu a quantia necessária. Com isso, tornou-se o único proprietário e administrador do Starbucks.

O início do sonho

História de sucesso no empreendedorismo Starbucks

A partir da compra,  Howard revolucionou o Starbucks.

O empresário teve que se esforçar muito, para que os americanos se “viciassem” no café do Starbucks, já que o café é considerado uma bebida comum.

Para isso, o investimento em marketing foi grandioso. Pois a única forma de fazer as pessoas enxergarem o café da marca, como algo inédito, era fazer um marketing diferenciado.

Além disso, a qualidade e a quantidade do café servido tornaram-se maior.

Fama e ascensão

A marca se tornou famosa e já era a “queridinha” dos americanos.

O sucesso era notório e o faturamento era impressionante.

Em 1992, o empresário decidiu tornar a Starbucks uma empresa pública. Então, colocou as ações na Bolsa de Valores a um custo de US $ 14 por ação. Em apenas um dia, o preço subiu para US $ 33.

Crescimento extraordinário

O crescimento da Starbucks foi excepcional.

A expansão que se deu através do franchising, fez com que em 1995, já houvessem 550 lojas.

A popularidade da marca aumentava cada vez mais e inspirou não só os consumidores, mas também os concorrentes.

Isso fez, e faz até hoje, com que Howard Schultz mantenha uma marca sempre inovadora.

A certeza de que era o caminho certo

Hoje, o patrimônio líquido de Howard Schultz é de cerca de US $ 2,2 bilhões.

Ele é conhecido por ser uma pessoa generosa com seus funcionários e por ser um ótimo pai de família.

Um dia, ao voltar nas ruas da região onde teve uma infância pobre, Howard viu um buraco de bala, na parede de uma das casas da vizinhança. E essa foi a confimação de que ele havia escolhido o caminho certo.

Vencer é sim uma opção!

História de sucesso no empreendedorismo com venda de café

Com toda a certeza, essa não é só mais uma história de sucesso no empreendedorismo. Pois ela oferece diversas informações e sacadas, que podem ser aplicadas no seu próprio negócio.

Como por exemplo, não se acomodar. Ir em busca de um sonho é essencial para conquistar satisfação pessoal, profissional e financeira.

Além disso, mesmo que a realidade esteja muito distante daquilo que se deseja, é preciso agir.

Em conclusão, essa história de sucesso no empreendedorismo mostra que:

É preciso agarrar todas as oportunidades de estudo e trabalho que tiver. Portanto, lembre-se que a oportunidade não vem por causa de sorte. Ela só vem quando existe preparo, persistência e muita força de vontade.

História de sucesso do dono da Starbucks

 

 

Ficou bilionário vendendo café

Logo Starbucks

Todos os dados aqui mencionados (incluindo valores) foram divulgados pela ABF, fornecidos pelas franqueadoras ou retirados da internet no momento da postagem desta matéria. Por isso, é imprescindível, que se faça contato diretamente com a(s) franquia(s) mencionada(s), a fim de confirmar as informações.